Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Estrelas

O principe e a princesa que vieram iluminar a nossa vida

As Nossas Estrelas

O principe e a princesa que vieram iluminar a nossa vida

23
Abr10

Viral ou bacteriana?

A Nossa Estrela

Afinal era uma amigdalite viral.

 

Ainda na segunda-feira, ao fim do dia, espreitei a garganta do Príncipe e o que vejo???? Pontos brancos! Uau! Ainda há dois meses atrás tinha tido uma e agora outra! Devem imaginar o estado de euforia em que eu fiquei.......

 

Telefonei à pediatra, contei-lhe e ela, tal como eu, também não estava com vontade de iniciar logo antibiótico, principalmente porque na amigdalite que ele teve há dois meses ficamos com a nítida sensação que não tinha sido bacteriana, uma vez que ao fim de 3 dias de antibiótico a febre se mantinha. Assim, sugeriu-me que no dia seguinte fosse fazer uma análise para determinar-se se seria bactéria ou não.

 

Na terça-feira de manhã lá estávamos nós no laboratório e por volta do meio-dia tínhamos o 1º resultado, negativo para o estreptococos. Assim, a toma do antibiótico estava fora de causa e continuei a controlar-lhe a febre com o ben-u-ron e o brufen.

 

Durante estes dias ele tem estado super bem disposto, sem qualquer queixa adicional, apenas, nos picos da febre ficava um pouquito murcho, mas logo logo arrebitava.

 

A última vez que teve febre foi na quarta-feira às 20horas e ontem à tarde recebi o resultado da análise de cultura e confirmou-se o negativo.

 

O mais complicado destes dias tem sido a questão "com quem deixar o Príncipe????". Com o papá não pode ser, ainda agora mudou de emprego, está em formação, seria muito mas mesmo muito complicado, com a avó L. lá se conseguiu a tarde de segunda e a quinta-feira inteirinha (que bem que soube), a minha empregada esteve doente e só na quarta-feira à tarde é que voltou....como vêem não tem sido nada, mas mesmo nada fácil, mas tudo se faz...tem que ser!

 

Beijinhos grandes e um óptimo fim-de-semana

Sandra

07
Mar10

Uma semana depois...

A Nossa Estrela

...saiu á rua e estava eufórico! Ele falava alto, queria ver tudo, estava num êxtase total!

 

Só na quinta-feira passada é que a febre começou a dar tréguas, depois de três dias a atingir picos de 39º e com intervalos de 3 horas e meia. Houve algumas vezes que o coloquei na banheira com água tépida, coisa que o Principe detesta, para ver se conseguia acelarar a descida.

 

Uma coisa muito boa é o facto dele nem assim, com uma amigdalite, e com as amigdalas completamente inchadas, perder o apetite. Continuou a fazer as refeições normais e apenas quando as mesmas coincidiam com um pico de febre era eu que não lhe oferecia muita comida, apenas o que julgava essencial.

 

Tenho que agradecer à avó L. e à minha empregada, sem elas a semana ainda tinha sido mais complicada. Uns meios dias com uma e outros com outra e lá se conseguiu.

 

Ontem, saimos de casa para almoçar e depois fomos levar o Principe a uma festa de aniversário de dois coleguinhas, a M. e o P.. Mal chegou ao local e viu alguns coleguinhas ficou logo super excitado, afinal, há uma semana que não os via.

 

Quando o fomos buscar estava super transpirado, viemos para casa, banho a correr pois os tios A. e P., a minha afilhada B. e os seus papás já estavam à nossa espera para irmos jantar. Fomos aqui e gostamos, foi muito agradavel. Depois de jantar ainda viemos para nossa casa tomar um cházinho para ajudar a digestão !

 

Hoje vieram cá almoçar os nossos amigos da terra do papá, a tia L. e o tio F. com os filhotes, a M. e o J.P.. O repasto foi agradável, posso destacar:

- Folhado de queijo de cabra com frutos silvestres em cama de rúcola;

- Brusketa de legumes com queijo gratinado;

- Coxas de perú com risoto de espargos e cogumelos!

 

Foi um almoço agradavel com companhia agradavel!

 

Bom, fico por aqui, vou ali ver se o Principe se vai deitar que já são horas, amanhã volta tudo ao normal.

 

Beijocas

Sandra

 

 

01
Mar10

Amigdalite

A Nossa Estrela

Na noite de sábado para domingo, por volta da 4 horas da manhã comecei a ouvir o Principe chamar-me num tom muito zangado. Quando cheguei ao quarto desmanchei-me a rir pois ele estava em pé, entalado, entre a parede e a cama. Isto porque tinha-se levantado para ir ter à nossa cama, mas como o quarto estava às escuras, deu para ali umas voltas e acabou por "se perder" ali no seu próprio quarto!

 

Quando lhe peguei ao colo pareceu-me que estava quente, mas não dei muita importância, relacionei com o calor do quarto, levei-o para a nossa cama, pois era esse o seu objectivo e apesar de lhe dizer que era muito cedo ele insistiu. Como o papá também o achou quente optamos por lhe medir a febre e verificamos que estava com 37,8º. Não o mediquei logo de modo a ver qual a evolução da febre e ao fim de uma hora tinha 38,0º, nada de especial, mas optei por lhe dar ben-u-ron.

 

De manhã quando acordamos tinha novamente febre e começou a queixar-se de dores de garganta. Com a ajuda de uma colher espreitei e reparei que tinha pontos brancos, telefonei à médica e por aquilo que lhe disse achou que seria permaturo começar logo com o antibiótico, pois ele estava muito bem disposto.

 

Depois de almoçarmos uma cataplana no "Barbas" voltamos para casa e a febre começou a subir, chegou mesmo aos 39,0º e assim, depois de indicado pela médica começou o antibiótico.

 

Que chatice, ainda há dois meses tinha tomado antibiótico e agora outra vez, bolas!

 

Hoje, como é óbvio, ficou em casa e a febre teimou em aparecer em intervalos de 4 horas, apesar dele se manter bastante bem disposto e não perder o apetite. A garganta continua num estado péssimo apesar de parecer já estar a "rebentar".

 

Vamos ver como corre o dia de amanhã....

 

Beijocas

Sandra

05
Jan10

Rescaldo das festividades

A Nossa Estrela

E pronto, já tudo passou, o Natal, os presentes, a passagem de ano, tudo, tão depressa que ficamos com a sensação que não aproveitamos como deviamos.

 

No Natal passamos a noite na casa dos avós maternos do Principe (os meus pais...) e o dia foi em nossa casa. Eramos pouquinhos, mas bons. Na noite estavam os avós L. e C., eu e o papá, o Principe e os tios A. e P.. Foi uma noite calminha, gostosa, embora eu tenha imensas saudades dos meus Natais de infância, em que a casa da minha avó R. enchia....

 

O Pai Natal passou à meia noite e pouco, como que por magia, num instante não existiam presentes junto à árvore de Natal e no instante seguinte já lá estavam! O Principe ainda o conseguiu ver de fugida (com o avançar da idade é melhor não arriscarmos muito) e não teve qualquer receio

 

O desembrulhar dos presentes prolongou-se até quase às duas da manhã, com muita calma, pois os presentes são entregues um de cada vez. O Principe teve imensos, desembrulhou todos, levamo-los para nossa casa, mas só lhe vamos dando aos poucos, até porque. daqui a pouco mais que um mês ele faz anos e por isso "novo carregamento" deve chegar lá a casa.

 

Dia de Natal o almoço foi em nossa casa, com os avós paternos do Principe (os meus sogros...), os avós maternos, os tios A. e M. e a tia avó A. Mais uns presentes recebidos, isto porque o Pai Natal como já está velhote engana-se e deixou alguns presentes nossos em casa deles !

 

O resto do fim-de-semana foi muito caseiro, passado essencialmente a jogar com a Wii! Viciante mesmo!

 

Entre o Natal e o Ano Novo o Principe andou um pouco constipado e acabou por ter que tomar antibiótico porque "a coisa" já se estava a mandar para a garganta. Depois acabou por ficar com uma tosse irritante, que, segundo a alergologista, depois de o oscultar, estava ao nivel apenas da garganta. Tomou um anti-tússico e passou.

 

A nossa passagem de ano foi aqui . Amei! Fomos um grupo de 14 adultos e 5 crianças, tudo malta porreira. Correu muito bem, o Principe aguentou-se até às 4h da manhã e no dia seguinte tivemos que o acordar ao meio-dia, para irmos tomar o brunch e aqui é que a coisa se complicou, pois para o Principe, e porque se tinha levantado há pouco tempo, a refeição que tinha que tomar era o pequeno-almoço. Assim, e porque fez questão, começou pelo leitinho e pelo pão, depois, deixei passar um pouco de tempo, tentei que comesse um pouco de carne com batatinhas e ele comeu! É uma sorte ele comer tão bem!

 

Depois do brunch fomos passear, regressamos ao hotel, jantamos e fizemos um serão delicioso (as mulheres) a jogar ao eleven (jogo de cartas) até quase às duas da manhã, e mais o Principe acompanhou-nos.

 

Sábado foi dia de regressarmos, não sem antes, almoçarmos todos na Nazaré e depois rumamos à casa que os avós maternos do Principe têm na praia. Jantamos e fomos dormir a casa.

 

É certo que no sábado voltamos a deitarmo-nos tarde, cerca da 2horas da manhã, mas sabem a que horas o Principe e os papás acordaram no domingo???? Querem saber??? Á uma e meia da tarde! Verdade, verdadinha!

 

O resto do dia passámo-lo, mais uma vez a jogar.....Wii!

 

E foram assim as nossas festividades! O ano começou e amanhã tenho mais uma frequência, torçam por mim, porque não estou nada preparada! Aquela que fiz antes do Natal, só tive 12, estava à espera de mais, mas com os trabalhos, em principio chego ao 14. Ainda vou pensar se faço ou não melhoria!

 

Beijocas grandes a todas/os e Bom Ano!

Sandra

26
Ago09

Estamos de férias...

A Nossa Estrela

...finalmente!

 

À amigdalite adicionou-se uma gastroenterite, o que para inicio de férias não foi nada mau !

 

Mas já passou, já estivemos na nossa casa na terra do papá onde o Príncipe deu uns excelentes mergulhos. De seguida passamos por casa para ir a uma festa de uns amigos, o R., a C., o G. e o T..

 

E como tivemos por casa e como havia umas coisas do trabalho da mamã para resolver, no domingo passado lá fui eu trabalhar.

 

Agora estamos aqui pelo norte na terra do padrinho do Príncipe e apesar de não estar um calor estonteante o clima está bastante agradável.

 

E pronto....as noticias estão dadas....vamos actualizando.

 

Beijinhos grandes

Sandra

17
Ago09

Amigdalite....

A Nossa Estrela

...ao fim de 6 espectaculares semanas de férias!

 

Pois é, nada é perfeito e por isso o delirio com as férias que o Principe estava a ter foi interrompido.

 

Depois de mais uma semana com os tios A. e P., o Principe teve a nossa companhia ainda na sexta-feira passada à noite. Adorou revêr-nos, a nós, os papás e aos avós maternos. Fez uma festa enorme quando nos viu.

 

Sábado tivemos um óptimo dia de praia, muita água, muita areia, muitos mergulhos, muita prancha, ou seja, divertimento pegado.

 

Domingo, depois de uma manhã de praia comecei a achar o Principe estranho, muito prostrado e sem vontade de almoçar, o que é tudo fora do comum para ele.

 

Quando regressamos a casa verifiquei que estava 38º de febre, começamos de imediato com a prescrição do ben-u-ron e do brufen porque a febre estava muito dificil de controlar.

 

Ao fim da noite, quando consegui falar com a pediatra, constatei que estavamos a dar-lhe uma dosagem inferior ao que deveriamos, dado o peso que o Principe tem e além disso a Drª tentou acalmar-me relativamente ao "fantasma" Gripe A. Um dos concelhos que me deu foi para não ir para nenhum hospital, ou seja, para me ir mantendo em contacto com ela.

 

Depois de uma noite relativamente calma, por volta das 6h30m da manhã e quando a febre estava novamente a subir, o Principe queixou-se com dor na garganta, acabou por vomitar e teve umas cólicas enormes que o fizeram ainda chorar.

 

Depois das cólicas terem passado lá adormeceu e ainda descansou mais umas horitas.

 

Ao fim da manhã de hoje e quando finalmente me deixou ver a garganta, reparei que tinha as amigdalas com pontos brancos. Liguei de imediato à pediatra e já está a tomar antibiótico, agora é esperar que faça efeito.

 

Assim estão a começar as férias dos papás, não muito bem, mas o importante é que o Principe se cure rapidamente para que possamos continuar com o plano de férias que tinhamos....a ver vamos...mas estamos os três juntinhos e isso já é tão bom!

 

Beijinhos grandes que eu vou ali medir a febre ao Principe e já volto!

Sandra

10
Jul09

Telegrama...

A Nossa Estrela

O Principe teve uma recaída e teve que tomar antibiótico. Stop!

O Principe já está bom. Stop!

O Principe está de férias. Stop!

A mamã esteve no Porto para mais uma etapa da formação em RCCTE. Stop!

Vim de lá doente. Stop!

Estou melhor da doença mas pior com o trabalho do curso. Stop!

Estou com os cabelos em pé. Stop!

Não sei para que lado me hei-de virar. Stop!

Se ouvirem alguém gritar....fui eu, de certeza. Stop!

 

Beijinhos. Stop!

Sandra. Stop!

28
Jun09

Parece que melhorou...

A Nossa Estrela

...mas a tosse mantém-se.

 

A febre apareceu pela última vez na sexta-feira à noite e também aí começou com a cortisona segundo a prescrição da alergologista que diagnosticou uma infecção respiratória provocada por virus. Daí a febre durante três dias que depois desencadiou a tosse.

 

O mais engraçado é que nos dias em que teve mais tosse o tique dos suspiros pareceu que se evaporou, mas hoje, dia em que a tosse apesar de ainda presistir começou a abrandar os suspiros voltaram a estar mais intensos.

 

Amanhã e se a tosse se mantiver provavelmente a alergologista quererá observá-lo para ver a eventualidade de ser necessário um antibiótico, vamos ver....

 

Há pouco, após uma sesta curta, acordou com um feitiozinho que não vos digo nada....e a birra centrou-se no facto de querer ver filmes e nós não o deixarmos.

 

A pediatra recomenda que não veja mais do que meia hora por dia de televisão e se há dias que nem sequer se aproxima dela, há outros em que parece que não o consigo afastar da mesma. O vicio pelas séries favoritas está ao rubro, seja "Os irmãos Koala", "Vila Moleza", "Lunar Jim" entre outros.

 

Tanto eu como o papá somos algo que permissivos e a regra da meia-hora por vezes é quebrada, mas ele há dias em que o Principe estica tanto a corda, mas tanto mesmo que acabamos por termos que nos impôr e proibir. A nossa principal preocupação nem é a violência ou tipo de animações, porque as que ele gosta são as adequadas à sua idade, mas sim por questões da visão. Será que aqueles olhitos lindos têm capacidade para uma tão grande solicitação televisiva? Acho que não!

 

Aproveito para desejar a todos uma óptima semana

Beijocas

Sandra

26
Jun09

O Gui está doente

A Nossa Estrela

A febre mantem-se, embora esteja controlada em intervalos de 8 horas, o que não é mau. Com a febre veio a tosse que tentei "soltar" com um espectorante mas nada. Depois de falar com a alergologista decidi-mos iniciar a medicação para infecção respiratória, por isso começou com o Ventilan, a cortisona só inicia se não melhorar até logo à noite.

 

Está bem disposto, ninguém diz que está doente, mas hoje tive mesmo que ficar com ele em casa. Aproveito e estou a estudar para o novo exame de RCCTE que vou ter.

 

Beijinhos grandes e bom fim-de-semana, vamos lá ver como vai ser o meu.

Sandra

24
Jun09

Uma vida social...

A Nossa Estrela

...muito intensa!

 

No sábado passado o Príncipe teve o seu primeiro convite para uma festa de aniversário de um coleguinha, o T., convite esse que apenas o abrangia a ele.

 

Quando ele recebeu o convite, já há algumas semanas atrás, eu, sinceramente, fiquei entusiasmada, parecia que o convite era para mim , mas rapidamente comecei a ficar com algumas dúvidas. Nomeadamente que tipo de festa seria, como iria ele reagir a ficar sem os pais, será que os papás do coleguinha sabiam o que estavam a fazer, dúvidas, dúvidas e mais dúvidas.

 

Nada melhor para esclarecer as dúvidas do que telefonar à mamã do T. e colocar-lhe todas as questões que eu achava pertinentes.

 

No decorrer da conversa com a mamã do T. apercebi-me que já não era a primeira festa do género que faziam naquele local, que iriam estar bastantes adultos da família a olhar pelas crianças. No entanto a mamã do T. ao reparar nas minhas dúvidas e medos e também porque seria a primeira vez que o Príncipe iria ficar sozinho numa festa, colocou-me à vontade e disse que se eu quisesse por lá ficar no decorrer da festa, para estar à vontade.

 

O tão desejado dia chegou e pelas 15h30m lá nos dirigimos aqui:

Fonte Caspolina - Aldeia Hípica

 

Chegamos e ao entregar o Príncipe a primeira coisa que o papá do T. fez foi pedir-me o contacto o que me tranquilizou e de seguida o Príncipe quis despedir-se de mim e da tia A. e rapidamente começou a brincar com os amiguinhos. Referi-lhe que nos íamos embora e ele pensou que fosse para o carro....e eu não consegui dizer-lhe a verdade  ! Confirmei que iria ficar no carro quando a essa altura já a minha intenção era ir até um centro comercial que ficava bem próximo da quinta. De facto achei que não fazia qualquer sentido por ali ficar e o facto de o sentir tão integrado com os amiguinhos mais me tranquilizou.

 

A festa consistia, entre outras coisas, a uma visita pela quinta em tractor, a escovar e andar de pónei, dar comida a alguns animais e brincar, brincar muito.

 

Quando o fui buscar, à hora que tinha sido determinada, mal me viu o primeiro comentário que fez foi que ainda não tinham cantado os parabéns ao T. e por isso mesmo ainda não se podia ir embora. Fiquei feliz por o ver tão divertido e expansivo a brincar com os amiguinhos.

 

Quando saímos da festa, e apesar do Príncipe estar exausto, ainda fomos com os padrinhos e os tios A. e P. até Alfama comer uma bela de uma sardinha. Afinal ainda não tínhamos ido festejar os Santos Populares e Alfama já nos tinha marcado falta!

 

A noite estava espectacular! Provavelmente nas férias não vamos ter noites destas...mas enfim...há que as aproveitar quando elas aparecem!

 

Domingo foi dia de cumprir com a agenda social da mamã e por isso fomos almoçar com duas amigas de infância que levaram os maridos e os filhotes, a V. e a C..

 

Estivemos a almoçar com esta vista

No Gordinni Choupana. Um almoço óptimo bem regado com sangria branca, claro está!

 

De seguida fomos com as crianças para um Jardim em Cascais que é um espectáculo. Um relvado ennorme cheio de sombras e o parque infantil logo ali ao lado para os termos debaixo de olho. Foi sem dúvida um domingo muito bem passado!

Ao meio está o Principe, à esquerda o J. e á direita a minha afilhada a B..

 

O Principe apesar de andar super bem disposto e alegre, mantém o "tal" tique respiratório, uns suspiros profundos que chegam a ter um intervalo pequenissimo. Na 2ª feira fui com ele à Pediatra que confirmou não haver qualquer problema ao nivel respiratório, o que eu já desconfiava, e que por isso mesmo leva a diagnosticar a situação como tique. Assim como o dos olhitos passou, esperemos que este também passe. Tenho que ser optimista.

 

Ontem ao fim do dia o Principe teve um pontita de febre, nada que melindrasse a sua boa disposição, mas durante a noite as coisas estiveram calmas e por isso mesmo foi para a escolinha. Vamos ver como corre o dia e esperar que ninguém me ligue do colégio.

 

Beijocas grandes a todos

Sandra